16102018Ter
AtualizaçãoQua, 18 Jun 2014

“A Evangelização de Espíritos” auxilia o despertar da consciência, garantindo ao espírito um novo querer. (Projeto Evangelização de Espíritos de Sacramento)

Espaço NEAJ

Encarte 01 - O Educador

INTRODUÇÃO:
Uma frase de Allan Kardec, em Obras Póstumas, que nos toca muito e nos serve como estímulo diário é a seguinte:
"O Espiritismo (...) foi a obra de minha vida. Dei-lhe o meu tempo, sacrifiquei-lhe meu repouso, minha saúde, porque diante de mim o futuro estava escrito em caracteres irrecusáveis".
Não podemos esquecer jamais que a base teórica de nosso trabalho é a codificação espírita. No princípio de tudo deve estar seu estudo, pois além de toda a firmeza doutrinária que Allan Kardec deixou registrada de forma didática e acessível a todos, temos o respaldo de um Espírito brilhante como ele é e que foi também educador. Reflitamos sobre as suas palavras em seus textos pedagógicos:

SUMÁRIO
Introdução: A Educação do Ser
Por que educar?
O que é preciso para ser um educador?
Como a doutrina espírita pode ajudar na educação dos jovens?
Em quanto tempo podemos obter algum resultado do trabalho de educação dos jovens, utilizando a
doutrina espírita como ferramenta?
O objetivo da educação juvenil é angariar novos adeptos para a doutrina espírita?
Como podemos nos motivar para fazer este trabalho?

 Clique aqui para baixar o arquivo completo (em PDF)

Encarte 02 - Educação Espírita Juvenil

INTRODUÇÃO:
“Foge também dos desejos da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.” – Paulo. (II Timóteo, 2:22)
Quase sempre os que se dirigem à mocidade lhe atribuem tamanhos poderes que os jovens terminam em franca desorientação, enganados e distraídos. Costuma-se esperar deles a salvaguarda de tudo.
Concordamos com as suas vastas possibilidades, mas não podemos esquecer que essa fase da existência terrestre é a que apresenta maior número de necessidades no capítulo da direção.

SUMÁRIO
Mensagem: Mocidade
Qual o primeiro passo para formação de uma mocidade espírita?
Como organizar uma mocidade?
Qual estrutura básica de uma mocidade?
E com relação aos Educadores?
Como planejar os encontros para os jovens?
Como devemos proceder com os jovens no dia da mocidade?
É possível acrescentar atividade complementares à mocidade?
Como preparar a programação da mocidade?
Anexo 1: Ficha de acompanhamento
Anexo 2: Sugestão de avaliação dos encontros
Anexo 3: Programação Semestral
Sugestões de encontros
Sugestões de atividades extras
Sugestões de aula especial – Revisão dos encontros

Clique aqui para baixar o arquivo completo (em PDF)

Encarte 03 - O Adolescente

INTRODUÇÃO
Após a infância, vem a adolescência. O conceito do termo adolescência como sendo a etapa que se estende, de modo geral, desde os 13 anos até aproximadamente os 21 anos de idade, é comum entre os especialistas que estudam adolescência. É uma etapa de transição em que já não se é criança, mas ainda não se tem o status de adulto! Esse conceito se aproxima da ideia que a Doutrina Espírita nos traz sobre as fases de desenvolvimento do Espírito enquanto encarnado. Essa época coincide com a maturidade física e sexual ocorrida na puberdade e descrita mais adiante. Allan Kardec pergunta, na questão 385 de O Livro dos Espíritos, a respeito do motivo da mudança que se opera no caráter de
alguns indivíduos numa certa idade. E a resposta foi breve: É o Espírito que retoma a sua natureza e se mostra tal qual era. É neste momento que o adolescente confrontará a educação recebida durante a infância com sua individualidade espiritual, dando origem, em muitos casos, a uma verdadeira “crise” de identidade.


SUMÁRIO
Introdução
A Adolescência
– Sobre a adolescência e algumas mudanças
– A puberdade
– O que os adolescentes pensam sobre si mesmos 
   – A audiência imaginária 
   – A fábula pessoal 
O Adolescente e a Família 
– Relação entre estilos educativos paternos e as características dos filhos adolescentes 
  – O adolescente e o distanciamento da família 
  – Breve caracterização do processo de adolescer 
O Pensamento Adolescente 
– O adolescente e a busca de sua identidade 
Como trabalhar com adolescentes em diferentes faixas de idade 
Conclusão 
Referências

Clique aqui para baixar o arquivo completo (em PDF)

Encarte 04 - Dinâmicas

INTRODUÇÃO
As dinâmicas de grupo desempenham um importante papel dentro das atividades de Mocidades Espíritas, sendo utilizadas para tornar os encontros com os jovens mais atrativos, além de auxiliar no processo de aprendizagem.
As dinâmicas contidas neste encarte foram retiradas de livros e de sites da internet e adaptadas para o estudo da Doutrina Espírita. Essas dinâmicas podem sofrer variações de acordo com a necessidade de cada Mocidade e com criatividade o educador também pode criar novas dinâmicas.

SUMÁRIO
Introdução
Dinâmicas
A estrada
Abrigo subterrâneo
Ação e reação
Ajudar o próximo
Apresentação
Apresentação através de desenhos
Autoconhecimento
Auto-retrato
Boas notícias
Boneco
Caixinha
Cartões da harmonia
Colhendo autógrafos
Embaixo da cadeira
Escolha
Escolha um
Espelho
Eu e minha casa
Fazendinha
Influência positiva e negativa
Jogo dos bichos
Loteria da apresentação
Meu maior sonho
Mímicas
Montando o homem
Motorista maluco

O par
Palavra chave
Pare e reflita
Passando a bola
Pensar em Deus
Pirulito
Procuro um amigo
Quebra-cabeça
Quem sou eu?
Recordações
Repolho
Rótulo
Segunda chance
Sonhos
Teia da amizade
Tudo o que preciso para ser feliz
Você me ama

 Clique aqui para baixar o arquivo completo (em PDF)