21102018Dom
AtualizaçãoQua, 18 Jun 2014

6.06 ‑ COMPREENSÃO

A) IDÉIAS BÁSICAS 
· No trato com o semelhante revelamos as nossas conquistas íntimas. Busquemos, portanto, em nossos atos revelar sempre a legítima fraternidade, fruto da compreensão e do de servir.
· A Doutrina nos esclarece que cada um estagia num determinado ponto evolutivo, pelo que não podemos esperar entendimento ou atitudes equilibradas na mesma medida de todos os que se aproximam de nós.
· A compreensão se revela na aceitação de cada um no plano em que se encontra e na certeza de que todos desejam sempre oferecer o melhor de si mesmos ao semelhante.
· Se alguém nos calunia, compreendamos que é alguém que ainda não se compenetrou da importância de revelar apenas a verdade. O ofensor pode ser alguém aflito por dores que desconhecemos; o ingrato possivelmente está assoberbado de problemas próprios; o criminoso ainda não conhece as alegrias do amor ao próximo; o que rouba não desfruta da felicidade que temos ao abraçar o serviço honesto e edificante; quem atira pedras no irmão é alguém que não dispõe de coisa melhor para oferecer à vida.
· Compreendendo aqueles que nos cercam, portadores de virtudes e imperfeições como nós mesmos, progredimos em nosso esforço auto‑educativo, aumentando os laços de simpatia e adquirindo a paz interior por todos almejada. 

B) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS PARA PREPARAÇÃO DO EVANGELIZADOR 
1. Bases Evangélicas ‑ Mateus: 5:16 ‑ 5:42 a 48 ‑ 6:10 ‑ 7:12 ‑ 9:11 a 13 ‑ 9:36 ‑ 10:28 a 33 ‑13:13 ‑ 13:19 ‑ 13:23 ‑ 13:54 a 58 ‑ 15:10 e 11 ‑ 17:17 e 18 ‑ 18:15 ‑ 22:37 a 40. Marcos: 4:36 ‑ 6:52 ‑ 8:17. Lucas: 1:44 ‑ 5:17 a 32 ‑ 6:38 ‑ 15:3 a 10 ‑ 18:15 a 17 ‑ 18:41 ‑ 22:49 a 51 ‑ 24:25 a 27. João: 2:25 ‑ 3:10 ‑ 7:6 ‑ 8:1 a 11 ‑ 8:43. Atos: 8:29 a 31 ‑ 28:27. Romanos: 14:9. II Coríntios: 1:13 e 14. Gálatas: 6:1 a 13. Efésios: 3:3 a 5 ‑ 3:17 a 19. Colossenses: 3:16 e 17. Hebreus: 5:13 e 14. Tiago: 1:19 a 25 ‑ 3:13. I Pedro: 4:10. Apocalipse: 2:10. Velho Testamento: Deuteronômio: 8:3 ‑ 32:28 e 29. Jó: 37:5. Provérbio: 14:8 ‑ 28:12. Isaías: 43:10. Daniel: 10:12.
2. Bases Doutrinárias ‑ Livro dos Espíritos: 785, 903, 917 a 919 e 924 ‑ O Evangelho Segundo o Espiritismo: Cap.10, item 10, 15 e 21 ‑ Cap.11, item 14 ‑ Cap.17, itens 1 a 3 ‑ Cap.18, itens 10 a 12.
3. Obras Subsidiárias ‑ Alma e Coração: 4, 5, 8, 10, 17, 22, 26, 41, 42, 45, 52 ‑ Almas em Desfile: 1ª Parte ‑ Cap.11 ‑ Alvorada Cristã: 2 ‑ Amizade: 7, 15 e 26 ‑ Amor e Luz: “O Amigo de Todos” ‑ Antologia da Espiritualidade: 2, 4, 5, 7, 12, 17 e 26 ‑ Amanhece: 39 ‑ Assim Vencerás: 6, 10, 27 e 35 ‑ Através do Tempo: 7, 33, 40, 41 e 44 - Baú de Casos: Prefácio, 1 ‑ Bem Aventurados os Simples: 1, 9, 15 e 39 ‑ Bezerra, Chico e Você: 1, 46 e 47 - Busca e Acharás: 1, 20, 23, 37 e 42 ‑ Chão de Flores: “Amor e Entendimento” ‑ Chico dos Hippies aos Problemas do Mundo: 3, 9 e 30 ‑ Companheiro: 2, 4, 5, 6, 8 e 18 ‑ Conduta Espírita: 63 ‑ Contos e Apólogos: 24 ‑ Conversa Firme 5, 7 e 16 ‑ Coragem: 22 ‑ Correio Fraterno: 9, 31, 32, 47 e 57 ‑ Deus Sempre: 14 ‑ Diálogo dos Vivos: 18 ‑ Dicionário da Alma: “Adversário” ‑ Encontro de Paz: 39 ‑ Entre Duas Vidas: 12 ‑ Entrevistas: 3, 14, 40, 58, 64, 68, 74 ‑ Enxugando Lágrimas: 1, 2 e 5 ‑ Escrínio de Luz: “Delinqüência”, “Entender e Tolerar” e “Poeira” ‑ Espírito de Cornélio Pires: 1 ‑ Espírito da Verdade: 30 e 77 ‑ Estudante e Viva: 9, 12 e 15 - Fonte Viva: 2, 48, 60, 109, 122, 125 e 159 ‑ Idéias e Ilustrações: 5, 14, 22, 23 e 30 - Instrumentos do Tempo: 7 e 12 ‑ Jesus no Lar: 13, 14 e 35 ‑ Justiça Divina: 22 e 80 ‑ Livro da Esperança: 13 e 24 ‑ Luz Acima: 37 e 40 - Mãos Marcadas: 22 ‑ Mãos Unidas: 3, 9, 15, 18, 23, 26, 30, 37, 40 e 45 ‑ Maria Dolores: 14 e 28 ‑ Na Era do Espírito: 3 ‑ No Portal da Luz: 7 ‑ Orvalho de Luz: 13 ‑ Pai Nosso: 3 e 5 ‑ Palavras de Vida Eterna: 26 e 35 ‑ Pão Nosso: 48 ‑ Paz e Renovação: 4 e 27 ‑ Pensamento e Vida: 10 ‑ Pérola do Além: “Compreensão” ‑ Pontos e Contos: 22 e 35 ‑ Recados do Além: 18, 25, 38 e 41 ‑ Relicário de Luz: 8, 29 e 42 ‑ Respostas da Vida: 4, 7, 8 e 9 - Rumo Certo: 11, 17, 20, 32, 37 e 56 ‑ Rumos Libertadores: 22 ‑ Segue‑me: 25 e 59 - Sementeira da Fraternidade: 35 e 48 ‑ Sementes da Vida Eterna: 24 ‑ Somente Amor: 19, 29 e 30 ‑ Taça de Luz: 12, 44 e 45 ‑ A Terra e o Semeador: 49 e 90 ‑ Vinha de Luz: 21, 29, 32, 63, 112, 118 e 121. 

C) REFERÊNCIAS PRÁTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA AULA 
II e III Ciclo ‑ O professor e o aluno iniciante ‑ Os cuidados com o recém‑nascido ‑ O sol iluminando a todos ‑ A terra recebendo ação do arado ‑ A pedra e o buril do artista ‑ O rio e o dique que o controla ‑ O relógio marcando o tempo ‑ A água contornando obstáculos para atingir o oceano ‑ A assistência a uma pessoa enferma ‑ A locomotiva puxando os vagões ‑ Jesus aceitando a crucificação ‑ A mãe aceitando os filhos como eles são ‑ O periscópio e a visão acima da água ‑ O telescópio desfazendo as dúvidas sobre os astros ‑ O médico e o exame do laboratório.

D) CONCLUSÃO EVANGÉLICO-DOUTRINÁRIA 
· Espíritos ainda imperfeitos, sujeitos a inúmeros erros, devemos aprender a compreender o nosso semelhante para que sejamos compreendidos por ele.
· “Todos somos compulsoriamente envolvidos na onda mental que emitimos de nós, em regime de circuito natural”, portanto, “quando generosos e compreensivos, prestimosos e úteis para com aqueles que nos cercam, criamos, consequentemente, a alegria e a tranquilidade, a segurança e o bom ânimo para nós mesmos”.
· Esforçando‑nos em compreender o semelhante, adquirimos cada vez mais a harmonia e a nossa identificação com os planos mais elevados.
· À medida que vamos adquirindo a capacidade de compreender, vamos definindo nossa maturidade espiritual, colocando‑nos na condição ideal de praticar o “Amai‑vos uns aos outros”, uma vez que sem compreensão não poderá haver Amor.